domingo, 7 de junho de 2020

Inhambupe instala lavatórios para população higienizar as mãos e se prevenir do Covid-19

O município de Inhambupe, no interior da Bahia, instalou três lavatórios gratuitos na cidade para que as pessoas que necessitem sair de casa possam higienizar as mãos e se prevenir do coronavírus.

Nesta manhã de sábado (6), a edição do RL News saiu para registrar e certificar que a população está usando.

Há um lavatório no centro comercial ao lado do prédio da Prefeitura e outro próximo ao mercado de Farinha.Instalados estrategicamente em pontos de maior movimento de pedestres, o terceiro está enfrente a agência da Caixa Econômica, local onde se formam longas filas de pessoas que aguardam receber o auxílio emergencial do Governo Federal.

Os equipamentos foram montados com pia, detergente e um reservatório com capacidade para armazenar 500 litros de água tratada cada. A Secretaria Municipal de Infraestrutura disse ao RL News que esta é uma prevenção para cuidar das pessoas. A água é tratada e a usada é canalizada para rede de esgoto

estamos cuidando da nossa população. Estamos todos expostos e é preciso que haja a prevenção do uso da máscara, do distanciamento e da higiene das mãos.  O secretário José Renato por intermédio da prefeitura, contou com apoio de vários profissionais para instalar estes três lavatórios e mais 4 já estão no projeto para serem executados. Que a população use e preserve, disse Barbara Magalhães, secretária de José Renato.

Inhambupe registra três casos de Covid-19. Em todo o estado soma 26.419 contaminados e 819 mortes, segundo *boletim epidemiológico divulgado nesta sexta-feira (5). * boletim de Inhambupe e da Sesab. O acesso à informação é um direito fundamental previsto no ordenamento jurídico brasileiro no art. 5º inciso XXXIII, bem como no inciso II do § 3 do art. 37 e no § 2 do art. 216 da Constituição Federal de 1988. Ademais, segundo o art. 220, § 1º, da CF/88, nem sequer lei pode criar empecilho à plena liberdade de informação jornalística em qualquer veículo de comunicação social.Fonte/ronaldoleite.

Nenhum comentário:

Postar um comentário