Pular para o conteúdo principal

Dentro dos carros, fiéis acompanham missas em homenagem ao Dia das Mães

A chuva que caiu em Salvador na manhã deste domingo (10), não diminuiu a fé de centenas de baianos que saíram de casa para acompanhar as missas em homenagem ao Dia das Mães. Por conta da pandemia do novo coronavírus e as orientações de isolamento social, algumas igrejas têm adotado o sistema de ‘drive-in’, no qual os fiéis acompanham as celebrações sem sair dos carros.
Foi o que aconteceu nas paróquias de Santa Luzia do Pilar, no Comércio, e de Nossa Senhora da Vitória, no Largo da Vitória. Dentro dos carros, os fiéis acompanharam, concentrados e protegidos, os sermões dos padres e renovaram a fé na esperança de que o momento atípico que o mundo vive vai passar logo.
Idealizador da medida na Igreja do Pilar, o padre Renato conta que se inspirou na ideia que já havia sido colocada em prática na Paróquia da Vitória e também no desenho animado Os Flintstones, cuja família assistia a filmes num dreve-inda pré-história. Assim, montou estrutura com alto falantes para que quem estivesse nos veículos parados no estacionamento pudessem acompanhar a homilia especial.    
“Nós estamos em um período excepcional, anormal, ninguém esperava por esse período. A igreja, como mãe, não quer deixar os filhos dispersos e por isso estamos utilizamos dos meios de comunicação. Eu lembrei que no desenho dos Flintstones, os personagens assistem ao cinema em um espaço em que cada fica em seu carro. Eu disse: 'por que não fazer isso aqui na Igreja do Pilar de Santa Luzia?'”, explica o padre.
Ao saber da ideia, a enfermeira Jualine Lopes não pensou duas vezes. Junto com o marido, o contador Bernardo Lopes, a filha e a sogra, todos de máscara, pararam o carro em frente aos portões da igreja e acompanharam a celebração.
“A fé que faz a gente se disponibilizar para tal. É uma coisa totalmente diferente, nós nunca passamos por isso, mas a sede de ter a presença de Deus em nossas vidas, principalmente nesse momento tão difícil, é o que faz a gente, mesmo debaixo de chuva, estar aqui como a nossa família para agradecer a Deus por estarmos vivos”, diz ela, que combate o coronavírus na linha de frente.
Professora aposentada, Rosa Tourinho Amorim, de 60 anos, trabalha na parte administrativa do distrito sanitário do Centro Histórico e todos os dias também lida com os desafios da pandemia. Ao lado do marido, o professor de educação física Marcelo Amorim, 56 anos, ela também aproveitou para estar mais perto da igreja, ainda que dentro do carro.   
“Para a gente é um momento muito importante, ainda mais que não temos mais as nossas mães. É muito importante essa benfeitoria porque faz com a gente venha louvar o senhor fora de casa. Com toda a segurança, dentro do carro. É um momento muito sublime e importante. De uma certa maneira ,estamos todos angustiados, mas em nenhum momento eu perdi a fé no senhor que está nos protegendo e muito em breve vamos vencer essa luta”, afirma.
No momento em que a reportagem esteve na Igreja do Pilar, chovia bastante, mas cerca de dez carros acompanhavam a missa. Do lado de dentro, outros fiéis também se acomodaram nos bancos. Para eles, foi disponibilizado álcool em gel e máscaras, além de água e sabão nos banheiros da igreja.
Já na Paróquia de Nossa Senhora da Vitória, a celebração foi levada para outro espaço. A poucos metros da igreja, o estacionamento do templo recebeu cerca de 65 carros. Por conta da questão estrutural, o padre não contou com altos falantes e os fiéis tiveram que acompanhar a missa através de transmissão nas redes sociais com o uso do celular.
Os presentes, no entanto, participaram da comunhão, comungando a hóstia e bebendo o vinho, o que na tradição católica representa corpo e sangue de Cristo. Durante a Eucaristia, o padre Luiz Simões e ministros, todos usando máscaras, passaram de carro em carro falando com todos e entrgando hóstia e vinho para quem quisesse receber.   
A reflexão foi focada na celebração ao Dia das Mães, mas o padre também lembrou da luta diária contra o vírus da covid-19. "Apesar de todas as dificuldades causadas pela pandemia do coronavírus, estamos renovando a nossa fé, descobrindo alegria de viver sem tantas coisas e pessoas mais buscando em Deus o sentido maior para celebrar o momento da nossa existência”, disse durante a celebração.
A empresária Maria Eduarda, de 36 anos, aprovou a ideia. Junto com a filha Cecília, de cinco anos, ela também reforçou o desejo pelo retorno da normalidade. “É um momento difícil e temos que nos apegar à fé em Jesus para superar tudo isso. Aproveitamos o dia das mães para reforçar ainda mais a nossa fé”, disse.
Movimento organizado
Apesar acompanhar o culto de dentro dos carros, os fiéis precisaram cumprir algumas regras de segurança. Além do uso de máscaras, seguindo as orientações das autoridades de saúde, foi permitido apenas quatro pessoas por veículo. A ideia dos organizadores era a de não formar aglomerações dentro dos carros.
As missas em modelo ‘drive-in’, vão continuar sendo celebradas na Igreja da Vitória, que também reproduz as celebrações ao vivo em redes sociais como Instagram e Youtube .
Já na Igreja do Pilar, o Dia das Mães também foi marcado por um almoço oferecido pela entidade para as mães e comunidade local. O evento repetiu o que já havia ocorrido no Domingo de Páscoa, quando as crianças foram recebidas com um almoço.   Fonte/Correio24horas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Secretário de Infraestrutura de Inhambupe morre vítima da Covid-19

  O Secretário Municipal  de Infraestrutura  e Serviços Públicos  do município de Inhambupe, José Renato Santos Silva, morreu nesta terça (25) no  Hospital Metropolitano de Lauro de Freitas , por complicações da Covid-19. Renato apresentou sintomas da Covid-19 e estava internado desde a última semana no HACM de Inhambupe e no dia 19 foi transferido, já entubado,  em uma  Samu de suporte avançada para Lauro de Freitas,  onde lamentavelmente perdeu a batalha para o vírus.   Ele foi  Coordenado de Transporte da Secretaria Municipal de Educação estava a frente da pasta da  Secretaria Municipal  de Infraestrutura  e Serviços Públicos. A Prefeitura Municipal e Câmara publicaram nota de pesar. O enterro será às 16h no Cemitério local. Fonte\ronaldoleite.

Programa de monitoria estudantil na rede estadual tem inscrições prorrogadas até 4 de abril

Já os habilitados, com inscrições realizadas até sexta-feira (26), começam a atuar como monitores na próxima segunda-feira (29). Estão prorrogadas até o dia 4 de abril as inscrições para o processo de seleção dos estudantes para o Programa Mais Estudo. Já os habilitados,  com inscrições realizadas até sexta-feira (26) , começam a atuar como monitores na próxima segunda-feira (29). Para saber se está habilitado para participar da monitoria, os estudantes devem entrar em contato com a equipe gestora ou coordenação pedagógica da unidade escolar em que estuda. Os estudantes selecionados vão atuar como monitores de Língua Portuguesa, Matemática e Educação Científica, contribuindo para a aprendizagem dos colegas, durante o ano letivo 2020/21. São oferecidas duas vagas de monitoria por turma em todas as unidades escolares da rede estadual e os selecionados receberão uma bolsa de R$ 100, durante o período de vinculação ao Programa. Para participar, o estudante deve possuir Cadastro de Pessoa F

Fiocruz atinge a marca de 50 milhões de doses entregues

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) chegou nesta sexta-feira (4) a 50,9 milhões de doses de vacinas contra covid-19 entregues ao Programa Nacional de Imunizações (PNI). A soma foi atingida com a liberação de mais 3,3 milhões de doses do imunizante Oxford/AstraZeneca. O número total de entregas inclui 46,9 milhões de doses que foram produzidas no Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz) e 4 milhões de vacinas importadas prontas do Instituto Serum, da Índia. No segundo caso, a Fiocruz também negociou o envio das doses e realizou a checagem e rotulagem em português dos frascos recebidos.A fundação anunciou que, a partir da semana que vem, as doses voltarão a ser entregues em duas remessas: na sexta, o estado do Rio de Janeiro receberá sua parcela de doses, e, no sábado, sairá o carregamento para o almoxarifado central do Ministério da Saúde, em São Paulo, de onde as doses são distribuídas para os demais estados e o Distrito Federal. Segundo a Fiocruz, a mudança se