quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Após se tornar alvo da PF, líder do governo no Senado coloca cargo à disposição de Bolsonaro

Após se tornar alvo da PF, líder do governo no Senado coloca cargo à disposição de BolsonaroLíder do governo no Senado e apontado como o principal articulador do presidente Jair Bolsonaro (PSL) na Casa, o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) deixou seu cargo na liderança à disposição do governo. A saída acontece horas após ele ter sido alvo de uma operação da Polícia Federa (PF), que fez buscas em sua casa e seu gabinete parlamentar.

"Tomei a iniciativa de colocar à disposição o cargo de líder do governo para que o governo possa, ao longo dos próximos dias, fazer uma avaliação se não seria o momento de proceder uma nova escolha ou não", declarou o senador.

Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, a situação preocupou o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e outros parlamentares que consideram Bezerra um articulador querido e respeitado por todos os senadores, além de ser capaz de estabelecer um diálogo com a oposição. Diante disso, caso Bolsonaro decida tirar Bezerra do cargo, a cúpula do Congresso não vislumbra um nome capaz de substituí-lo. O líder do PSL no Senado, Major Olímpio (SP), e o filho mais velho do presidente, Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), são vistos como inviáveis.

INVESTIGAÇÃO
Alvo de mandados de busca e apreensão, Bezerra e seu filho, o deputado federal Fernando Coelho Filho (DEM-PE), são investigados em meio a um processo sobre desvio de dinheiro público de obras na região Nordeste (veja aqui). Os fatos são relacionados à época em que ele atuou como ministro da Integração Nacional, no governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).Fonte/Bahia noticia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário