sábado, 17 de agosto de 2019

Gabrielli defende que candidato a prefeito de Salvador não precisa ser filiado ao PT

[Gabrielli defende que candidato a prefeito de Salvador não precisa ser filiado ao PT ]O ex-presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli (PT), afirmou ao BNews que o PT tem que dar prioridade para a discussão da possibilidade de apoiar uma candidatura negra em Salvador. O quadro, segundo ele, não precisa ser necessariamente filiado a agremiação.
"Acho que o PT tem que discutir uma candidatura negra para Salvador. Não necessariamente precisa ser uma candidatura própria, mas uma candidatura negra é importante discutir. Por enquanto, tem vários candidatos negros se apresentando", avalia. 
A declaração chega em meio a rumores de que Guilherme Bellintani, presidente do Esporte Clube Bahia, está negociando com partidos do grupo do governador Rui Costa (PT).  Segundo fontes dos bastidores, as negociações com o PSB estão avançadas. O gestor, por sua vez, nega que esteja conversando com partidos.
Eleição interna no PT
Nesta semana, Gabrielli anunciou que vai apoiar os nomes de Éden Valadares e Ademário Costa para as presidências do PT estadual e municipal, respectivamente. Para a reportagem, ele justifica os motivos que o levaram a tomar a decisão.
"Acho que a Ademário apresenta uma composição. Ele, primeiro, tem uma história de vida que me parece importante resgatar nesse momento. Ele vem do movimento estudantil, mas vem também do movimento negro. É um militante partidário que se dedicou a vida toda para a construção partidária e acho que ele aglutina forças que podem dar uma renovada no diretório municipal. E o Éden, no diretório estadual, tem a capacidade de articular um amplo conjunto de forças que dá estabilidade para a gestão do PT nos próximos anos", destaca.
Governo Bolsonaro
Indagado sobre a gestão do presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), Gabrielli faz severas críticas. "Acho que ele está destruindo elementos básicos do pacto democrático que nós tivemos desde a Constituição de 1988. Efetivamente ele foi eleito. Apesar de eu não achar legítima a eleição dele, porque tirou o candidato mais forte que existia, o Lula, acho que ele tem um mandato que vai cumprir".Fonte/Bocaonews.

Nenhum comentário:

Postar um comentário