quinta-feira, 11 de julho de 2019

Rui Costa visita cidade de Pedro Alexandre nesta sexta; não há registro de vítimas

MedinaO governador da Bahia, Rui Costa, anunciou que visitará as cidades de Coronel João Sá e Pedro Alexandre, no norte do estado, na manhã desta sexta-feira (12/7). Após fortes chuvas na região, a Barragem do Quati transbordou nesta quinta (11/7), mas não chegou a romper, e até o momento não há registro de vítimas.
Por meio de comunicado à imprensa, Rui informou que entrou em contato com os prefeitos das duas cidades para colocar a estrutura do Estado à disposição, e que efetivos do Corpo de Bombeiros, técnicos da Defesa Civil Estadual, do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) já foram enviados para a região. Disse, também, que serão enviados mantimentos e água mineral para a cidade de Coronel João Sá.
Além disso, o petista entrou em contato com o governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, para chamar atenção para possíveis consequências, já que as cidades sergipanas fazem fronteira com a Bahia. Também em conversa com o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, Rui disse que o órgão federal se colocou à disposição da Bahia.
Após a visita, Rui segue para Paulo Afonso onde inaugura a Policlínica Regional de Saúde, agenda previamente marcada.
ESTADO DE EMERGÊNCIA
A prefeitura de Pedro Alexandre decretou situação de emergência e calamidade pública, nesta quinta, com documento publicado no Diário Oficial do município. O prefeito Pedro Gomes Filho informou que considerou "o volume de água que tomou a cidade" causando danos materiais, humanos e ambientais, além dos prejuízos de lesão ao patrimônio público e particular. 
Com o decreto, a prefeitura autorizou que todos os órgãos municipais atuem em resposta ao desastre e reabilitação do cenário de reconstrução e obstrução das inundações. Em caso de risco iminente, foi autorizado que agentes entrem nas casas para prestar socorro ou para determinar evacuação.
As aulas na rede pública municipal também foram suspensas por tempo indeterminado. 
PREVISÃO DO TEMPO
Toda a região do norte e nordeste da Bahia, Sergipe e também Alagoas ficou com tempo instável desde o último domingo (7/7),  quando uma forte frente fria chegou ao norte da Bahia e depois avançou sobre Sergipe e Alagoas. De acordo com a empresa de meteorologia Climatempo, a chuva desta frente fria certamente contribuiu para a elevação do Rio Peixe e o rompimento da barragem no distrito de Quati. 
Apesar de a frente fria já ter se afastado do Nordeste, a infiltração de umidade marítima sobre a região entre a Bahia, Sergipe, Pernambuco e Alagoas ainda é grande. Assim, há condições para chuva na região de Pedro Alexandre, mas com fraca a moderada intensidade. Nesta sexta-feira (12/7), a mínima é de 19ºC e a máxima de 27ºC na cidade de Pedro Alexandre. No sábado (13/7), a mínima é de 19ºC e a máxima de 29ºC, com possibilidade de pancadas de chuva pela tarde e pela noite.
ÁGUA E LAMA INVADEM A CIDADE
Por volta das 11h desta quinta-feira (11/7), a água e a lama provenientes da barragem do Quati invadiram a cidade de Pedro Alexandre. Segundo a Superintendência de Proteção e Defesa Civil (Sudec), a situação foi proporcionada graças às fortes chuvas na região.
Equipes do 15º Grupamento de Bombeiros Militar (GBM/Paulo Afonso) foram deslocadas até o local, mas ainda não há informações de feridos. 
Por meio de nota oficial, a Agência Nacional de Águas (ANA) disse que a fiscalização do açude não compete à mesma, e sim à autoridade competente no estado da Bahia, "por se tratar de uma barragem em rio estadual". Mas afirmou, também, que acompanha a situação, guardando as devidas atribuições dos órgãos regionais.
Outra cidade próxima à região, Coronel Sá, também está sob alerta. O prefeito do município, Carlinhos Sobral, manifestou-se nas redes sociais. “Pessoal, a barragem do Quati estourou. É uma situação atípica. Nunca aconteceu isso com essa barragem. Nós não sabemos as consequências. Eu peço encarecidamente que todas a as pessoas que moram em área de risco que saiam das suas casas, que peguem seus documentos pessoais, peguem seus objetos de valores, o que puderem levar. A gente não sabe as consequências, nunca passamos por ela. É melhor prevenir. Estou monitorando. Todas as escolas já estão disponíveis para receber as pessoas", afirmou o gestor.Fonte/Aratuonline.

Nenhum comentário:

Postar um comentário