DENTAL MED SUA MELHOR OPÇÃO

DENTAL MED SUA MELHOR OPÇÃO

quarta-feira, 10 de abril de 2019

Central de Regulação da Bahia terá software para controlar leitos hospitalares em tempo real

Central de Regulação da Bahia terá software para controlar leitos hospitalares em tempo realO gerenciamento de leitos hospitalares da rede pública de saúde da Bahia passará a ser controlada por um software. O programa vai possibilitar que a Central Estadual de Regulação (CER) tenha acesso, em tempo real, ao número exato de leitos disponíveis em cada unidade no momento da alta hospitalar. A ferramenta começa a ser utilizada na semana que vem.

O anúncio foi feito pelo secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, durante o Encontro Estadual sobre Regulação e Produtividade Hospitalar, nesta quarta-feira (10), em Salvador. O evento reuniu mais de 700 gestores municipais e diretores de hospitais públicos e filantrópicos, e aconteceu em parceria com o Conselho Estadual dos Secretários Municipais de Saúde da Bahia (Cosems-BA).

"Somente em 2019 a CER atendeu mais de 50 mil solicitações e conseguiu reduzir para abaixo de mil o número de pacientes internados que aguardavam por um procedimento, sejam avaliações com especialistas, cirurgias ou exames. Na prática, isso significa que a meta de atender todas as solicitações em até 24 horas está cada vez mais próxima, visto que a capacidade diária é de, pelo menos, 500 pacientes", disse o secretário, que ressaltou que o aumento de eficiência deve-se a uma combinação de fatores.

Na ocasião, Vilas-Boas destacou a redução no tempo de resposta da regulação como  resultado mais visível, visto que 90% das solicitações são atendidas em até 48 horas.  “Tivemos uma queda de 71% no quantitativo de pacientes aguardando procedimentos ortopédicos, internação neurocirúrgica adulta e internação pediátrica. Também reduzimos em 68% o tempo para internação cirúrgica cardíaca e 54% para cirurgia vascular”, disse o secretário.

Outro tema abordado no encontro foi a necessidade dos municípios fortalecerem as suas unidades hospitalares e aperfeiçoarem os instrumentos de gestão. "Analisando a produção hospitalar na Bahia no período de 2017 e 2018, verificou-se que dos 417 municípios existentes no Estado, 316 emitiram alguma Autorização de Internação Hospitalar (AIH), que é o documento que viabiliza o faturamento dos serviços hospitalares prestados no SUS. Destes, 147 reduziram o faturamento em relação ao ano anterior", pontuou o assessor especial da Sesab, Cassio Garcia.Fonte/Bahia noticia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário