sábado, 2 de março de 2019

'Se falar de paz é algo errado, os valores devem estar invertidos', diz Kannário

'Se falar de paz é algo errado, os valores devem estar invertidos', diz Kannário O cantor Igor Kannário (DEM) se defendeu da acusação de que teria feito apologia a uma facção criminosa com atuação na Bahia durante passagem do seu trio sem cordas, nesta sexta-feira (1°), no circuito Barra-Ondina. 

Em resposta às declarações do deputado estadual Alden (PSL), que o acusou de fazer apologia à facção na sua fantasia (veja aqui), Kannário destacou que o termo "Comandante da Paz" se refere à música de trabalho "Disse me Disse". 

"Se falar de paz, amor, respeito e limite durante toda a passagem no Circuito Barra Ondina é algo errado, acredito que os valores devem estar invertidos”, rebateu Kannário. "Comando da Paz", ou CP, é como ficou conhecida a organização criminosa baiana. 

“Se alguém consegue enxergar outra interpretação em um puxador de trio que se posiciona inclusivamente contra qualquer tipo de violência, está tudo de cabeça para baixo”, reafirmou Kannário. A nova polêmica com o cantor acontece antes da sua tradicional pipoca no Campo Grande, uma das maiores do Carnaval da cidade. Fonte/Bahianoticia

Nenhum comentário:

Postar um comentário