DENTAL MED SUA MELHOR OPÇÃO

DENTAL MED SUA MELHOR OPÇÃO

domingo, 3 de março de 2019

Estão tirando os espaços dos baianos", diz Armandinho ao criticar o formato da festa carnavalesca


[
O instrumentista, cantor e compositor baiano Armandinho Macedo fez uma crítica ao formato do carnaval soteropolitano. Em entrevista à imprensa no começo do desfile do seu trio no circuito Dodô (Barra-Ondina), o artista se queixou da falta de espaço para as atrações tradicionais da festa momesca.
"Estão tirando os espaços dos baianos, de quem realmente representa a nossa cultura, a nossa música. Porque os nossos governantes dos anos 90 deram poder aos empresários. O axé cresceu, aquilo foi muito bonito, muito bacana, temos aí grandes artistas, isso não morre aí. Continua, tem gente nova vindo e que quer esse espaço também. Mas nesta ocasião deram um poder às ruas, estou dizendo isso porque fomos limados das ruas, até hoje nós não somos oficiais. A gente era para sair 18h da tarde, passaram a gente para trás porque a gente não tem lugar oficial no carnaval, botaram a gente para sair 20h30, 21h, aqui na Barra. Não é o nosso horário. Tiraram o horário oficial dos trios independentes", reclamou.
Para Armandinho Macedo, a atual conjuntura do carnaval favorece os empresários. "Acabou com Tapajós, não teve mais patrocínio, não teve mais horário nobre, acabaram os trios independentes que traziam aqui Moraes Moreira, Baby do Brasil, Pepeu... Isso se acabou porque os espaços da rua estão nas mãos de empresários. Empresário quer vender abadá, quer vender patrocínio, contrata artistas de nome que estão fazendo sucesso. Mas no carnaval, tem que fazer como Pernambuco e Rio fazem, vender a cultura, a nossa história é essa", sugeriu.Fonte/Bocaonews.

Nenhum comentário:

Postar um comentário