Pular para o conteúdo principal

PM morre baleado no Rio, e Bolsonaro cobra leis para ‘que o bem vença o mal’




Morreu na noite de sábado (5) o soldado da Polícia Militar do Rio Daniel Henrique Mariotti, 30, que havia sido baleado durante a tarde em ação na Linha Amarela, via que liga as zonas norte a oeste da cidade. Na manhã deste domingo (6), o presidente Jair Bolsonaro citou o caso para reforçar apelo mudanças legais na área de segurança.
Mariotti foi o primeiro PM morto em combate no estado em 2019 – em 2018, foram 92. Ele foi baleado na cabeça enquanto tentava impedir assaltos na via. Chegou a ser levado com vida ao Hospital Geral de Bonsucesso, onde passou por cirurgia, mas não resistiu.
O soldado estava na corporação desde 2013 e deixa mulher e um filho de três anos.
Nas redes sociais, o presidente Jari Bolsonaro lamentou a morte e reforçou pedido de trabalho conjunto entre Legislativo, Executivo e Judiciário para “propiciar garantias de que o bem vença o mal”. “A caça aos agentes de segurança e o massacre de cidadãos de bem sempre foram tratados como números”, escreveu.
Na sexta (4), ele havia conclamado os eleitores a cobrar de deputados e senadores apoio a leis “que permitam que as forças de segurança possam atuar para efetivamente combatermos criminosos que aterrorizam cidadãos de bem no Brasil”.
Bolsonaro defende mecanismos legais para evitar que policiais envolvidos em confrontos com bandidos sejam processados, o chamado “excludente de ilicitude”, e já definiu que a AGU (Advocacia Geral da União) vai defender agentes de segurança em ações judiciais.
No fim do ano, o presidente anunciou que o governo vai editar decreto para facilitar a posse de arma e, na quinta (3), falou em flexibilizar também o porte de armas – autorização para carregar uma arma nas ruas.
Operação Na manhã deste sábado, agentes das polícias Civil e Militar iniciaram operação em seis comunidades da Zona Norte para tentar localizar os autores dos disparos contra o soldado Mariotti.
Até 11h30, em balanço preliminar, a PM falava em quatro presos na Comunidade do Mandela, em Benfica, na zona norte. Em Manguinhos, na mesma região, cerca de meia tonelada de maconha foi apreendida pelos policiais.
Em 2018, 92 PMs foram mortos no estado do Rio, segundo estatística da Polícia Militar. entre as vítimas, 24 estavam em serviço; 55 estavam de folga; e os 13 restantes eram reformados ou estavam na reserva. O número é menor do que em 2017, quando 134 PMs foram mortos no Estado.
A área de segurança do estado ficou sob intervenção federal entre fevereiro e dezembro, período no qual as ações foram comandadas pelas Forças Armadas. A intervenção reduziu o número de crimes contra o patrimônio, como roubo de cargas e furtos em geral, mas termina com recorde de mortes provocadas por policiais.
Até novembro, foram 1.444 vítimas, segundo dados do Instituto de Segurança Pública. O recorde anterior era 1.330, durante todo o ano de 2007. Com as ocorrências de dezembro, o número de mortos em confrontos em 2018 deve superar os 1.500.Fonte/Varela noticia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Programa de monitoria estudantil na rede estadual tem inscrições prorrogadas até 4 de abril

Já os habilitados, com inscrições realizadas até sexta-feira (26), começam a atuar como monitores na próxima segunda-feira (29). Estão prorrogadas até o dia 4 de abril as inscrições para o processo de seleção dos estudantes para o Programa Mais Estudo. Já os habilitados,  com inscrições realizadas até sexta-feira (26) , começam a atuar como monitores na próxima segunda-feira (29). Para saber se está habilitado para participar da monitoria, os estudantes devem entrar em contato com a equipe gestora ou coordenação pedagógica da unidade escolar em que estuda. Os estudantes selecionados vão atuar como monitores de Língua Portuguesa, Matemática e Educação Científica, contribuindo para a aprendizagem dos colegas, durante o ano letivo 2020/21. São oferecidas duas vagas de monitoria por turma em todas as unidades escolares da rede estadual e os selecionados receberão uma bolsa de R$ 100, durante o período de vinculação ao Programa. Para participar, o estudante deve possuir Cadastro de Pessoa F

Casa que vendia fogos de artifício explode e deixa feridos em Crisópolis

  Um imóvel onde funcionava uma revenda de fogos de artifício explodiu em Crisópolis, cidade a cerca de 212 Km de Salvador, na tarde desta quarta-feira (14). Conforme o coordenador do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Ivan Paiva, ao menos 10 pessoas ficaram feridas. De acordo com os Bombeiros, o imóvel estava localizado na Avenida Nelson Santiago, uma das principais da cidade. A explosão atingiu outras três casas ao lado.  Duas delas ficaram completamente destruídas e uma ficou em chamas . Segundo Ivan Paiva, 10 pessoas ficaram feridas, duas seguem nos escombros e duas foram transferidas para unidades de saúde em Salvador. O Samu analisa se será necessário o apoio do Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer). O morador da cidade, Rafael Nascimento, afirmou que o caso aconteceu por volta das 16h30 e em cima da loja tinha uma casa, que era do dono da loja. Rafael Nascimento também contou que algumas pessoas ficaram feridas após a explosão e os fios de energia elétrica da

Secretário de Infraestrutura de Inhambupe morre vítima da Covid-19

  O Secretário Municipal  de Infraestrutura  e Serviços Públicos  do município de Inhambupe, José Renato Santos Silva, morreu nesta terça (25) no  Hospital Metropolitano de Lauro de Freitas , por complicações da Covid-19. Renato apresentou sintomas da Covid-19 e estava internado desde a última semana no HACM de Inhambupe e no dia 19 foi transferido, já entubado,  em uma  Samu de suporte avançada para Lauro de Freitas,  onde lamentavelmente perdeu a batalha para o vírus.   Ele foi  Coordenado de Transporte da Secretaria Municipal de Educação estava a frente da pasta da  Secretaria Municipal  de Infraestrutura  e Serviços Públicos. A Prefeitura Municipal e Câmara publicaram nota de pesar. O enterro será às 16h no Cemitério local. Fonte\ronaldoleite.