terça-feira, 19 de abril de 2016

Fortalecido após votação do impeachment, processo contra Eduardo Cunha pode ser arquivado

Fortalecido pela aprovação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), conta com apoio de partidos como o PP, PR e PSD e de parte da oposição para enterrar o processo no Conselho de Ética e salvar seu mandato. 

Aliados de Cunha garantem já ter maioria para salvá-lo. "Todo mundo sabe que sem Eduardo Cunha não haveria processo de impeachment, graças ao trabalho dele foi possível tirar o PT do poder", afirmou Paulinho da Força (SD-SP). Um dos sinais de que Cunha poderá receber uma espécie de anistia, foi o grande número de deputados que rebatiam as falas contra Cunha durante a votação no domingo (17). 

Fortalecido após votação do impeachment, processo contra Eduardo Cunha pode ser arquivado
Além disso, o presidente da Câmara é próximo de possíveis candidatos à presidência da Casa em 2017. Nos bastidores, aparecem como pré-candidatos o líder do PTB, Jovair Arantes (GO); o líder do PSD, Rogério Rosso (DF); o ex-líder do PR Maurício Quintella Lessa (AL); e o líder do PSC, André Moura (SE). 

Presidido pelo deputado José Carlos Araújo (PR-BA), o Conselho de Ética tem até dia 19 de maio para concluir a instrução e até 2 de junho para votar o parecer do relator Marcos Rogério (DEM-RO). Fonte/Bahianoticia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário