sexta-feira, 22 de abril de 2016

Estudantes da Unopar visitam área de recuperação ambiental


Um grupo de estudantes de Gestão Ambiental da Unopar, em Alagoinhas, realizou uma visita técnica a uma área de recuperação ambiental da BSC/Copener em São José do Avena, na zona rural de Itanagra. 

Trata-se de uma propriedade de 136 hectares classificada como Área de Alto Valor de Conservação (AVC-5) e que tem recebido investimentos voltados à sua recuperação após sofrer um incêndio. O local foi escolhido por ter sido objeto de uma experiência inovadora na região quanto às práticas alternativas de recuperação de áreas degradadas (RAD).

A visita foi organizada pela bióloga e professora Edilma Nunes, mestre em Agroecossistemas e doutoranda em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela Universidade Federal de Sergipe, que é parceira da BSC/Copener no projeto.

 Segundo ela, o diferencial da área que atraiu a atenção dos visitantes é “a utilização de técnicas alternativas, também denominadas ‘nucleadoras’ como estratégia na recuperação de áreas de preservação permanente (APP), especificamente matas ciliares ao longo de cursos d'água e nascentes”.

  Edilma acrescenta que “devido à grande importância das APPs na conservação do solo, recursos hídricos, bem como subsídio para a sobrevivência dos ribeirinhos, busca-se avaliar a eficácia deste tipo de técnica de recuperação que possui o princípio de aliar custos reduzidos e resgatar a biodiversidade do próprio local”.

A técnica adotada é a galharia, realizada com o acúmulo de materiais como galhos, resíduos florestais, bagaço de cana e outros, com o objetivo de criar local para abrigo, reprodução ou proteção, favorecendo a presença da fauna na área, em geral de pequenos mamíferos que poderão vir dos remanescentes florestais vizinhos. Além disso, o material da galharia pode rebrotar com o tempo ou ainda ser decomposto, adicionando matéria orgânica ao solo.

Na avaliação de Edilma, “mesmo em caráter inicial - somente 5 meses de implantação - já é perceptível que novas espécies começam a chegar à área, e este é um dos objetivos do trabalho que será monitorado ao longo do tempo”.

Para a pesquisadora, o Programa de Recuperação de Áreas Degradadas da BSC/Copener “é uma iniciativa pioneira da empresa na região, que é carente de pesquisas nessa temática e tem dado grandes contribuições para o fomento à pesquisa”.




Nenhum comentário:

Postar um comentário