Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro 11, 2015

Horário de verão começa neste domingo

  RIO — O horário de verão começa a partir da 0h deste domingo, dia 18. Os brasileiros das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste deverão adiantar o relógio em uma hora. A medida vigora até dia 21 de fevereiro de 2016.  O Ministério de Minas e Energia espera economizar R$ 7 bilhões nesse período. O valor é equivalente ao que a Pasta deveria investir para atender a demanda extra - de aproximadamente 2.610 Megawatts -, caso não houvesse horário de verão.  Essa economia reduz a pressão sobre as tarifas de energia elétrica e a pressão natural sobre impactos ao meio ambiente. — O objetivo do horário de verão é obter-se economia, principalmente na ponta. Com o aumento do período da claridade, pode-se ter redução de consumo — explicou Luiz Eduardo Barata, secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia. Nos últimos dez anos, segundo o ministério, a medida gerou uma redução média de 4,5% na demanda por energia no horário de maior consumo, chamado de pon

Aécio diz que não substituirá Dilma sem que haja eleição

Segundo colocado na eleição presidencial de 2014, o senador Aécio Neves disse que se recusaria a assumir imediatamente o cargo mais alto do país se a presidente Dilma Rousseff tiver o mandato cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral. “Para enfrentar o que precisa ser enfrentado, somente alguém com a legitimidade de uma eleição”, disse Aécio, em entrevista, nesta quinta-feira. “O clima de acirramento, de conflagração hoje sugeriria isso”. Na semana passada, o TSE abriu uma investigação sobre as práticas de financiamento de campanha de Dilma e de seu vice-presidente, Michel Temer. Dilma e Temer poderão perder seus cargos se o tribunal decidir que eles financiaram a reeleição ilegalmente. Neste caso, o tribunal poderia convocar uma nova eleição ou apontar Aécio como vencedor. Ele ficou em segundo lugar na disputa do ano passado pela menor margem em mais de seis décadas.  O governo, que nega qualquer irregularidade, está diante do que deve ser a mais longa recessão em mais de 80 a

Josias e Pelegrino devem retomar mandatos na Câmara

Os secretários estaduais Josias Gomes (Relações Institucionais) e Nelson Pelegrino (Turismo) devem solicitar na próxima semana ao governador Rui Costa (PT) o afastamento das suas respectivas funções nas pastas para reassumir os mandatos de deputados federais. Os secretários petistas estão de olho nas emendas impositivas que precisam ser inscritas até a próxima terça-feira (20). Cada deputado federal tem direito a R$ 15 milhões em emendas. De acordo com informações da Tempo Presente, do A Tarde, existe a possibilidade da costura de um acordo com os parlamentares suplentes Davidson Magalhães (PCdoB) e Fernando Torres (PSD) para ratear as emendas, entendimento que deve ser concluído ou não só depois do retorno do governador.Bocão News.

Em delação, Fernando Baiano diz que entregou milhões a Lula e Cunha

O lobista Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano, disse em delação à Polícia Federal ter entregue R$ 2 milhões a um amigo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que seriam destinados  a uma nora do petista. De acordo com a Folha de S. Paulo, ele também afirmou que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), recebeu ao menos R$ 1 milhão em dinheiro vivo. O dinheiro seria proveniente de uma negociação com a OSX, empresa de construção naval de Eike Batista, para que fizesse parte da Sete Brasil. O próprio Lula teria participado das reuniões sobre o negócio, que não avançou.  Mesmo assim, o amigo do ex-presidente – apontado como o pecuarista José Carlos Bumlai – cobrou comissão de R$ 3 milhões. Segundo Baiano, o valor pagaria a parcela de um imóvel de uma nora de Lila, cujo nome não foi mencionado.  Já o dinheiro entregue a Cunha seria parte dos US$ 5 milhões prometidos ao peemedebista pela contratação de navios-sonda pela Petrobras. O delator alega que tinha um

Otto Alencar recebe ameaças de morte; Polícia apura o caso

O senador Otto Alencar (PSD – BA) estaria sendo vítima de ameaça de morte após ter apresentado uma emenda ao Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeiras (Revalida).  A emenda apresentada pelo senador, que é titular da comissão e relator do projeto de lei, sugere a exigência de residência médica para formandos em medicina no exterior por período mínimo de dois anos, no país do curso concluído ou em um terceiro país.  As ameaças foram feitas através do Facebook por um usuário da rede social. De acordo com a assessoria de imprensa do político, uma das ameaças diz: “E se prepara se este projeto passar eh (sic) melhor o senhor aumentar a quantidade de seguranças a sua volta e olhe la (sic) ainda”.  Em outra mensagem vinda do mesmo perfil, as ameaças continuam: “[...] não serão poucas as milícias formadas por médicos de origem brasileira formados no exterior que irão se originar querendo lhe matar e será bem feito, porq