Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril 12, 2015

TRE mantém cassação de prefeito e vice de Terra Nova. Cidade terá nova eleição

O tribunal Regional Eleitoral da Bahia publicou na tarde de quarta-feira dia (15) a Minuta da Resolução Administrativa que determina afastamento do Prefeito e Vice-Prefeito da cidade de Terra Nova, e convoca uma nova eleição.   A decisão se deu pelo provimento do agravo de instrumento número 716-69.2012.6.05.0192 mantendo-se a decisão que deu provimento ao Recurso Contra Expedição de Diploma para decretar a cassação dos diplomas do Prefeito e Vice-Prefeito de Terra Nova.   A nova eleição ocorrerá no dia 14 de Junho, poderão concorrer às eleições regidas pela resolução do Tribunal Regional Eleitoral, os cidadãos que preencherem as condições de elegibilidade e que não sejam inelegíveis, de acordo com a Constituição Federal, a legislação eleitoral e as instruções e decisões do TSE. O candidato que deu causa à nulidade das eleições municipais de 7 de outubro de 2012, não poderá participar das novas eleições.   O recurso eleitoral que le

Inaugurado novo portal na entrada norte de Inhambupe

Prefeitura de Inhambupe inaugurou na manhã dessa quinta-feira (dia 16) um novo portal na entrada norte da cidade. De acordo com o secretário de Infraestrutura, Ageandro Laerte (Gel), o novo equipamento proporcionará mais informações para os motoristas que chegam à cidade, via BR 110, vindos de municípios vizinhos. O portal também indica as distâncias (em quilômetros) entre Inhambupe e as principais cidades do Norte do Estado, a exemplo de Sátiro Dias, Olindina, Cipó, Ribeira do Pombal, Aporá, Acajutiba, Crisópolis e Paulo Afonso.  

Hospital Antonio Carlos Magalhães, em Inhambupe, tem nova administração.

A administradora Andrea Schramm assumiu nessa quarta-feira (dia 15) a administração geral do Hospital Antonio Carlos Magalhães, em Inhambupe. Apresentada à equipe do hospital pela secretária municipal de Saúde Wilma Vergasta, Andrea disse que procurará se inteirar da atual situação porque passa aquela unidade de saúde para então delinear as ações que tomará para sanear os problemas. “Nesse momento vou conversar com toda a equipe a fim de levantar dados que possam embasar o meu procedimento futuro”, disse, salientando que agora torna-se necessário reorganizar e identificar os problemas e garantir o atendimento à população. Andrea lembrou que uma das principais queixas a que teve acesso diz respeito à qualidade do acolhimento da população no hospital, que tem deixado muito a desejar. “O nosso objetivo aqui é assegurar um atendimento digno e eficiente voltado à população de Inhambupe, sempre se colocando no lugar do outro, pois assim podemos vislumbrar os dois lados da situação”, pon

Mudança na Polícia civil de Inhambupe

A Secretaria de Segurança da Bahia,promoveu mudanças no quadro da polícia Civil na regiâo de Alagoinhas. As alteraçôes foram publicadas no Diàrio Oficial do estado deste sábado (11). O delegado Glauco Vasconcelos Suzart,recém nomeado como Titular da Delegacia Territorial do Município de Catu foi exonerado e vai assumir a titularidade da Delegacia de Inhambupe (2ªCoorpin).Para seu lugar foi nomeado o delegado Henrique José Silva Moraes que estava coordenando a 15ª Coorpin (Serrinha).O delegado José Augusto Sacramento Saldanha foi transferido de Inhambupe para coordenar a 12ª Coorpin em Itaberaba. Fonte/david gouveia.

Vereadores usam 'mordaça' durante sessão em Mossoró, RN

Os vereadores da oposição de   Mossoró   usaram mordaças durante a sessão desta quarta-feira (15) na Câmara dos Vereadores. De acordo com Genivan Vale (Pros), um dos que participaram do protesto, o ato é uma manifestação contra o fim da transmissão das sessões da casa legislativa na TV aberta. O  G1  tentou falar com o presidente da Câmara, vereador Jório Régis Nogueira (PSD), mas não obteve sucesso em nenhuma das tentativas. As sessões na Câmara de Mossoró acontecem às terças e quartas. A última sessão transmitida pela TV foi a do último dia 8. "O presidente da Casa não renovou o contrato com a TV que transmitia nossas sessões. Hoje o povo não sabe o que acontece na Câmara Municipal de Mossoró porque as sessões não são transmitidas em nenhum meio, seja TV, rádio ou Internet", explicou Genivan. Dos 21 vereadores de Mossoró, seis compõem a oposição ao prefeito Francisco Silveira Júnior.Fonte/g1.com

Mulher que levou dois tiros é liberada de hospital em Mossoró, RN

A mulher de 20 anos baleada no último sábado (11), em Caraúbas, região Oeste do Rio Grande do Norte , foi liberada do hospital nesta quarta-feira (15). Giovana Alves da Silva, de 31 anos, foi internada em estado grave no Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, depois de levar dois tiros de arma de fogo. Giovana foi socorrida em casa por familiares para o hospital regional Dr. Aguinaldo Pereira da Silva, em Caraúbas. Depois dos primeiros atendimentos médicos, a vítima foi transferida o hospital regional Tarcísio Maia, em Mossoró. O crime aconteceu na casa da mulher, no bairro de Sebastião Maltês.  O  principal suspeito de ter efetuado os disparos é o marido, que está foragido. Segundo pessoas que estavam na rua no momenro do crime, antes de ouvierem os disparos o casal teriam discutido. O caso está sendo investigado pela 

Preso pela Lava Jato, tesoureiro do PT chega à Polícia Federal no Paraná

O tesoureiro do Partido dos Trabalhadores (PT), João Vaccari Neto, chegou à Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba, no Paraná, às 12h50 desta quarta-feira (15).  Vaccari foi preso, durante a 12ª fase da Operação Lava Jato,  em casa por volta das 6h, quando saía para praticar exercícios. Ele é suspeito de ter papel semelhante ao do doleiro Alberto Youssef no esquema de corrupção, desvio e lavagem de dinheiro na Petrobras. Desde que surgiram as denúncias, no ano passado, Vaccari tem negado a participação dele e de familiares no esquema. De acordo com a Polícia Federal e com o Ministério Público Federal (MPF), Vaccari está envolvido nos crimes de desvio de dinheiro na Petrobras, possivelmente, desde 2004. A polícia afirmou que a reiteração de práticas criminosas por parte do tesoureiro tem tom de desafio às instituições e de desrespeito à Justiça. Vaccari entrou pela porta principal da Polícia Federal em um carro escoltado pelos policiais. Como o mandado contra ele é de pri

Organizadores dos protestos de rua entregam carta ao Congresso

I ntegrantes de seis movimentos que organizaram os protestos do último domingo (12) contra o governo da presidente Dilma Rousseff protocolaram nesta quarta-feira (15) na Câmara e no Senado carta aberta com reivindicações que vão de abertura de impeachment da chefe do Executivo ao fim da reeleição.  A leitura do documento foi feita por representantes de seis grupos, entre os quais os movimentos Vem pra Rua e Diferença Brasil. Parlamentares do DEM, PPS, PMDB e PSDB acompanharam a leitura. A assessoria do senador Aécio Neves (PSDB-MG), presidente nacional do PSDB, informou que ele se reunirá com representantes dos movimentos às 14h30, no Senado. “O Brasil não suporta mais o amadorismo, o clientelismo da máquina pública. No campo da moralidade, a ética desapareceu. O PT teve 13 anos para mudar o Brasil. O povo brasileiro, desrespeitado e inconformado quer dar um basta a esse estilo ilegal e antiético de governar”, diz um trecho da carta apresentada aos parlamentares. Entre os pedido

TJ-BA determina reintegração de Marco Prisco ao quadro da PM

Uma decisão assinada pelo desembargador José Edivaldo Rocha Rotondano, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), determina a reintegração de Marco Prisco ao quadro da Polícia Militar depois de 13 anos. A decisão foi proferida na terça-feira (13) e deverá ser cumprida pelo governo da Bahia em até 30 dias. Ainda cabe recurso da decisão. Atual deputado estadual pelo PSDB, Prisco foi demitido da corporação em 2002 por envolvimento em movimento grevista. Ele também liderou a última greve dos policiais militares da Bahia, em abril de 2014 Prisco entrou com pedido de reintegração no TJ em 2010,  quando foi sancionada a Lei de Anistia, que determinou a reintegração de militares punidos por participar de movimentos reivindicatórios. O TJ, por unanimidade, decidiu que o Estado deveria reintegrá-lo. O Governo opôs embargos de declaração, alegando obscuridade na decisão e pedindo que a sentença fosse revista pelo próprio Pleno do Tribunal. Os desembargadores, no entanto, indeferiram o recurso