sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Dois municípios baianos são alvos de operação contra o crime

Cerca de 90 policiais participaram da ação - Foto: Divulgação | Polícia CivilUma operação conjunta das policiais Civil, Militar e Rodoviária Federal na manhã desta sexta-feira, 13, nos municípios de Antônio Cardoso e Santo Estêvão (a 140 km e 155 km de Salvador, respectivamente) resultou na prisão de uma pessoa e apreensão de munições e de um veículo com suspeita de adulteração. A operação cumpriu 10 mandados de busca e apreensão e prisão preventiva e tinha o objetivo de tirar de circulação pessoas envolvidas com crimes como tráfico de drogas, homicídios e assaltos.

De acordo com o coordenador da 1ª Coorpin, delegado João Uzzum, a operação teve como alvo principal a cidade de Santo Estêvão, que vem registrando altos índices de criminalidade, resultando em medo e preocupação aos moradores. "Vários crimes vêm ocorrendo aqui na cidade, o que tem nos preocupado. Então após um levantamento detalhado solicitamos à Justiça os mandados e hoje foram cumpridos", explicou.

Bruno Fernandes de Souza, de 22 anos foi preso em flagrante por porte ilegal de arma. Ele, segundo à polícia, tem envolvimento com homicídios e tráfico de drogas na cidade. Com ele foi encontrado um revólver calibre 38, com seis cartuchos intactos. "Tínhamos um mandado de busca e apreensão na casa dele e ao chegarmos lá, ele tentou fugir pulando um muro com a arma na mão. Conseguimos prendê-lo e ele será autuado por porte ilegal de arma", frisou o delegado Uzzum.

Na operação foi apreendido um veículo Fiat Siena, que estava na Oficina do Galego. O veículo tinha indícios de adulteração e o proprietário da oficina foi encaminhado para a delegacia para prestar depoimento. O veículo foi encaminhado para ser periciado.
Na casa de Rogério Santos dos Anjos, suspeito de homicídios, a polícia apreendeu munições calibre 38. Rogério não estava em casa e não foi localizado até o fim da operação.
"Todo o material apreendido foi trazido para a delegacia de Santo Estêvão, de onde deverá ser encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica para ser periciado. Infelizmente, não obtivemos êxito em todos os mandados, mas outras operações serão realizadas", disse o delegado.

Participaram da operação cerca de 90 policiais comandados pelos delegados João Uzzum, Euvaldo Costa, André Ribeiro e Marcelo Neves.Fonte/Jornal atarde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário