terça-feira, 22 de setembro de 2015

STJ não tem previsão para julgar pedido de liberdade de Argolo, diz coluna

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) ainda não tem previsão de quando julgará o habeas corpus (pedido de liberdade) impetrado no fim de agosto pela defesa do ex-deputado federal Luiz Argolo (ex-SD e ex-PP).
 
De acordo com a coluna Satélite, do jornal Correio da Bahia, o pedido de liberdade foi remetido no último dia 2 de setembro para o relator da ação, ministro Newton Trisotto, da quinta turma do STJ. No entanto, está fora da pauta de julgamentos da Corte até 10 de outubro, quando o baiano Argolo completará seis meses na cadeia.
 
Na semana passada, o juiz federal Sérgio Moro, responsável pelo processo da “Lava Jato” na primeira instância, deu prazo até o dia 15 de outubro para os advogados do ex-deputado Argolo apresentarem as alegações finais – ou seja, o último posicionamento da defesa antes da sentença.
 
Em entrevista ao Bocão News, o advogado de Argolo, Pedro Scavuzzi, reforçou a tese de inocência do cliente. “Se for aplicada a justiça e não o ‘justiçamento’, Luiz Argolo deve ser inocentado. As provas produzidas provam por a+b que ele não praticou qualquer crime imputado pela denúncia”, ressaltou.Fonte/Bocão news.

Nenhum comentário:

Postar um comentário