sábado, 25 de julho de 2015

Inema aponta 22 praias impróprias para banho

Praia do Rio Vermelho está entre as impróprias - Foto: Marco Aurélio Martins | Ag. A TARDE

Das 37 praias de Salvador e Lauro de Freitas, na Região Metropolitana, que o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) avalia 22 estão impróprias para banho.
Com isso o Inema indica que os banhistas evitem as seguintes praias:
Amaralina (em frente à Escola Cupertino de Lacerda e em frente ao Edifício Atlântico)
Armação (em frente ao clube Inter Pass- Jardim de Alah)
Boca do Rio (em frente ao posto Salva Vidas)
Bogari (em frente ao Colégio João Florêncio Gomes)
Buraquinho (em frente à barraca de Praia Chalé).
Corsário (em frente ao Posto Salva Vidas e em frente ao Posto Salva Vidas Patamares)
Farol da Barra (em frente à Rua Dias D'Ávila e em frente à Rua Alfredo Magalhães)
Itapuã (em frente à Sereia de Itapoã)
Marina Contorno (entre a Marina e o restaurante do Amado)
Ondina (em frente à Rua Ademar de Barros e próximo ao Morro da Sereia, em frente ao Ed. Maria José)
Pedra Furada (atrás do Hospital Sagrada Família)
Penha (em frente à Igreja N. S. da Penha)
Periperi (atrás da estação Férrea)
Pituba (em frente à Rua Paraíba e atrás do antigo Clube Português )
Rio Vermelho (em frente à Rua Bartolomeu de Gusmão e em frente à Igreja N. S. Santana)
Santa Maria (em frente ao Hospital Espanhol)
De acordo com a resolução Conama a praia é considerada imprópria quando mais de 20% das amostras coletadas em cinco semanas consecutivas, apresentar resultado superior a 1.000 coliformes fecais ou 800 Escherichia coli, ou quando, na última coleta, o resultado for superior a 2500 coliformes termotolerantes ou 2000 Escherichia coli ou 400 enterococos por 100 mL de água.
No período em que o tempo estiver chuvoso, as praias podem ser contaminadas por arraste de detritos diversos, carregados das ruas através das galerias pluviais, podendo causar doenças. Além disso, é desaconselhável, ainda em dias de sol, o banho próximo à saída de esgotos, desembocadura dos rios urbanos, córregos e canais de drenagem.Fonte/Jornal atarde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário