domingo, 8 de fevereiro de 2015

Três conselheiros tutelares e mulher são assassinados na zona rural de Poção-PE

rês conselheiros tutelares de Poção, no Agreste, e uma mulher foram assassinados, na noite desta sexta-feira (6), na zona rural do município. Segundo a Polícia Militar, as vítimas estavam em um carro da entidade quando sofreram uma emboscada na altura do Sítio Cafundó. As vítimas fatais foram os conselheiros Lindemberg Vasconcelos, Carmem Lúcia e Daniel Farias e a avó da criança, Ana Rita Venâncio. Uma criança que também estava no veículo levou um tiro de raspão na cabeça e foi encaminhada ao Hospital Doutor Lídio Paraíba, em Pesqueira, na mesma região do Estado. Os corpos serão encaminhados ao Instituto de Medicina Legal (IML), de Caruaru.
Em contato com a reportagem do Portal FolhaPE, o secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho, relatou que o grupo teria ido a Arcoverde, no Sertão, em busca da criança, que estava com os pais. O objetivo foi o de cumprir uma determinação da Justiça para que a criança voltasse para a guarda da avó materna. O crime, segundo ele, aconteceu por volta das 19h. “Na volta para Poção, sofreram uma emboscada e os quatro foram mortos e a criança foi ferida de raspão”, explicou.
Ainda de acordo com o secretário, a expectativa é de que o caso seja esclarecido o mais rápido possível. “A gente já montou uma força-tarefa e tem quatro delegados com suas respectivas equipes, que são: Erick Lessa, que é o sub-diretor do Interior 1, que engloba toda a Zona da Mata e o Agreste; o delegado Paollus (Edwardo); a delegada Gimena (Gouveia); e o delegado Francisco Souto. Também falei com o comandante geral da Polícia Militar, para que a PM dê todo o apoio a essas quatro equipes. A prioridade 01 é esclarecer e prender o autor ou os autores ”, adiantou Alessandro.
Questionado sobre possíveis suspeitos, o secretário disse não ter ainda essa informação, e explicou sobre a importância das equipes mobilizadas para investigar o caso. “Nesse momento, o que posso afirmar é que a gente está com o essas quatro equipes e com o apoio que for necessário da Polícia Militar para checar as informações. Então, essas quatro equipes podem não ser suficientes e existe uma coordenação para ela dar todo apoio para as demandas que surgirem. Então, a gente espera estar com isso esclarecido e estar com o autor preso, o mais rápido possível”, concluiu.
Até a meia noite desta sexta-feira (6) os corpos ainda estavam no local, que estava sendo periciado, segundo o delegado Erick Lessa. Também questionado sobre suspeitos, o policial respondeu que não é possível repassar nada sobre o caso. "Ainda é muito preliminar a investigação, então a gente não pode divulgar nada sobre suspeitos ou sobre a possível motivação para o crime", resumiu. 
Ao final da noite, o Governo do Estado encaminhou uma nota à Imprensa relatando o caso, e ressaltando que é determinação expressa do governador Paulo Câmara a elucidação do caso.
Folha PE. Fonte/ nova Soure independente

Nenhum comentário:

Postar um comentário