DENTAL MED SUA MELHOR OPÇÃO

DENTAL MED SUA MELHOR OPÇÃO

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Após missa, ladrão rouba sete pessoas e as esmolas


Enquanto a polícia procura quem assaltou a Igreja de Nossa Senhora da Conceição do Raso, em Araci, na segunda-feira, 24, providências como instalação de câmaras de segurança e troca de fechaduras são tomadas.
 A cidade de Araci fica 211 km ao norte de Salvador.
A secretária da paróquia, Miriam Santos da Silva, contou que o suspeito sentou-se para assistir a toda a missa das 10h, esperou os fiéis irem embora e, por volta do meio-dia, praticou o assalto. 
De revólver na mão, ele roubou o pároco, o vigário, três funcionários e dois fiéis.  E não esqueceu de levar o dinheiro arrecadado com os fiéis naquela manhã.
O pároco Theófanes Fechine de Holanda e o vigário Robson Batista de Lima participavam de um retiro espiritual no município de Serrinha, não sendo possível falar ontem sobre o crime.
"Ainda tinha alguns fiéis na sala de confissão, então o homem se sentou e disse que estava esperando a esposa. Como os padres demoraram no confessionário, ele foi até a secretaria e lá apontou o revólver para minha cabeça e mandou que eu, os dois auxiliares e o padre Robson ficássemos calados.
 Pediu que a gente colocasse tudo o que tínhamos numa sacola plástica. Saiu e trancou a porta", contou Miriam Santos da Silva. De acordo com ela, o homem estava nervoso pela demora do
pároco.
Objetos levados
"Quando o padre Théo deixava a sala de confissão junto com os dois fiéis, também foi rendido. "Ele colocou os três trancados com a gente na secretaria. Roubou celular, dinheiro, correntes de ouro, anel e R$ 500 do padre Theófanes. 
Além de todos os documentos e carteira de padre Robson. O dízimo, nós não sabemos quanto tinha porque não deu nem tempo de contar. Acredito que não foi muito porque é final de mês", acrescentou a secretária.
O assessor de imprensa da paróquia, Acilon Di Oliveira, contou que os documentos e os celulares foram achados numa pousada no município de Santa Bárbara, a 80 km de Araci. "Provavelmente, o bandido não é da cidade, se não, seria reconhecido, pois estava sem máscara. E também alguns pertences foram achados lá, o que indica que ele deveria ter se hospedado por lá. Os padres registraram queixa na delegacia", informou.
Segundo queixa registrada na 15ª Coorpin (Araci), o ladrão é branco, barrigudo, tem em torno de 1,70 m, usava cavanhaque e boné.Fonte /jornal atarde. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário