domingo, 4 de janeiro de 2015

"Quero tirar 4 mil PMs de serviço burocrático", diz Rui

O novo governador da Bahia, Rui Costa (PT), anunciou que vai convocar cerca de 4 mil policiais militares que estão fora de suas funções, em atividades burocráticas no estado, para reforçar o policiamento nas ruas. A declaração foi dada à A TARDE, na noite de sexta-feira, 2, em seu primeiro dia de trabalho como governador e minutos depois de nomear o coronel Ancelmo Brandão para o comando-geral da Polícia Militar. Leia a íntegra da entrevista.
O senhor acaba de recepcionar a presidente Dilma na Base Aérea. Vão se encontrar neste final de semana?
Não combinamos nada. Fui recebê-la como amigo. Foi um rápido encontro, porque ela está em férias de descanso com a família. Mas ela voltou a reafirmar que a Bahia pode contar com a presidente, e nós vamos agendar, o mais breve possível, uma agenda de trabalho, logo no seu retorno a Brasília.
Qual a sensação de estar sentado na cadeira que foi ocupada por oito ano pelo seu padrinho político, o ex-governador Jaques Wagner?
Olha ,eu diria que a sensação maior não foi o dia de hoje. Eu diria que tiveram dois momentos neste período todo. Um, foi no dia do resultado da eleição (5 de outubro). O outro, ontem (dia 1º), na posse. Começou quando eu estava escrevendo o discurso, as lágrimas vieram, é como filme que vem em alta velocidade, a história da nossa vida, particularmente a minha, sem nenhuma patrimônio. Eu sempre estava do outro lado da mesa despachando e hoje, estou do lado de cá. Mas a emoção, mesmo, foi o dia de quinta (na posse). Jornal ATARDE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário