quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Última gestão de Wagner expande rede, mas leitos do SUS

Saúde: Última gestão de Wagner expande rede, mas leitos do SUS caem

   Dados preliminares da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) trazem um sinal do esperado pelo governo Wagner: houve expansão da rede estadual de saúde nos últimos quatro anos, principalmente para o interior. As propostas do governo Wagner para o segundo mandato foram registradas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em 2010, sem que metas numéricas tenham sido estipuladas. O que acompanhou também o ritmo de crescimento foi cobertura do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) nestes últimos quatro anos. 

Representações médicas, contudo, questionam a execução do governo. Confira quais foram as propostas do governo de acordo com o levantamento do Bahia Notícias:

 
Ampliar a rede estadual de saúde, com a expansão de unidades, equipamentos e serviços de alta e média complexidade: A abertura de hospitais como o do Subúrbio, em Salvador, do Hospital da Criança, em Feira de Santana, e unidades de saúde garantiram a expansão dos serviços de alta e média complexidade para o interior.

 Um exemplo foi no centro de Traumato-ortopedia que, entre 2010 e 2014, expandiu sua cobertura para os municípios de Jequié, Santo Antonio de Jesus, Feira de Santana e Irecê.

Nenhum comentário:

Postar um comentário