segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Emoção e festa marcam lançamento do livro “O Sonho de Antonio” em Inhambupe

   O Centro de Convenções e Cultural de Inhambupe esteve em festa, na noite de sexta-feira (31 de outubro), com o lançamento do livro “O Sonho de Antonio”, obra de estreia do escritor tardio Antonio Batista de Santana, de 66 anos, que só frequentou os bancos da escola aos 61, em um curso do EJA (Educação de Jovens e Adultos), programa de alfabetização do governo.Com a presença de sua mulher Maria José e de três filhas – Cristina, Sandra e Najara –, do irmão e dos netos, da professora que o incentivou a escrever Maria das Graças, de dezenas de amigos e admiradores, autoridades locais e personalidades da sociedade inhambupense e de municípios vizinhos que lotaram as instalações, a noite de autógrafos foi seguida de uma entrevista com o autor, que, muito emocionado, contou os motivos que o levaram a escrever o livro, recitou alguns trechos da obra e interagiu com os convidados e artistas que fizeram os shows da noite: Doroteia, Zié e Sua Gente e o Quarteto Pé de Serra.

Entrevistado no palco por Lindivaldo Campos, o organizador da festa, seu Antonio se confessou muito emocionado com tudo o que estava acontecendo em sua vida e desabafou: “O sonho de Antonio está sendo realizado”. Disse que grande parte da inspiração para escrever o livro veio de seu pai, considerado um grande cordelista e arrancou risos da plateia ao contar não ter acreditado quando a sua professora falou ao ler seus escritos. “Seu Antonio, o senhor é um escritor”.Chamado ao palco para receber simbolicamente um exemplar do livro, o diretor de Cultura de Inhambupe, Cosminho, disse, ao parabenizar o escritor, que o evento traduzia uma importância muito grande para o município. “ 
Existem duas funções na vida de um homem, o de parteiro e o de coveiro. Parteiros são os que ajudam a dar a luz aos sonhos das pessoas”, simplificou.O prefeito Benoni Leys destacou o significado que o lançamento tinha para o município. “Este é um evento à altura da cultura de Inhambupe. Vai ficar na história”, disse. O cordelista Carlos Silva, responsável pela revisão ortográfica do livro, o artista plástico Lucas Sales e o sanfoneiro Zié também se manifestaram: “Esse livro é um orgulho não só para ele (Antonio), mas para todos os habitantes da cidade”, sintetizou o músico.No final, após a bela mensagem lida pela filha Cristina, seu Antonio ouviu de Lindivaldo que muitos outros projetos na área cultural ainda estão por vir. Segundo ele, a administração municipal vai fazer de tudo para reacender a cultura local.

“Ainda esperamos realizar o sonho de muitos outros artistas da cidade”, profetizou.Estiveram presentes ao evento também a primeira dama do município,Maria Helena o vereador Humberto Costa , o secretário de Agricultura e Meio Ambiente Nélio Costa, o diretor de Eventos Cléber santana, o chefe de gabinete João Ferreira, as professoras Estela Maris e Dolores, entre outras personalidades.


















































Nenhum comentário:

Postar um comentário