terça-feira, 7 de abril de 2020

Caixa lança site e aplicativo para solicitar auxílio emergencial de R$ 600

Arte da capaCaixa lança site e aplicativo para solicitar auxílio emergencial de R$ 600 – A Caixa Econômica Federal disponibilizou nesta terça-feira (7) o site por meio do qual informais, autônomos e MEIs podem solicitar o auxílio emergencial de R$ 600. A Caixa irá detalhar como serão feitos os pagamentos ainda na manhã desta terça.
A Caixa também deve disponibilizar, ainda nesta terça-feira, um aplicativo para celular por meio do qual os pedidos poderão ser feitos, assim como um número de telefone para que os trabalhadores possam tirar dúvidas.

O benefício será pago a trabalhadores informais, autônomos e MEIs.

Será preciso se enquadrar em uma das condições abaixo:
  • ser titular de pessoa jurídica (Micro Empreendedor Individual, ou MEI);
  • estar inscrito Cadastro Único (CadÚnico) para Programas Sociais do Governo Federal até o último dia dia 20 de março;
  • cumprir o requisito de renda média (renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa, e de até 3 salários mínimos por família) até 20 de março de 2020;
  • ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social.
Além disso, todos os beneficiários deverão:
  • ter mais de 18 anos de idade;
  • ter renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 522,50);
  • ter renda mensal até 3 salários mínimos (R$ 3.135) por família;
  • não ter recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018.
  • A mulher que for mãe e chefe de família, e estiver dentro dos demais critérios, poderá receber R$ 1,2 mil (duas cotas) por mês.
Na renda familiar, serão considerados todos os rendimentos obtidos por todos os membros que moram na mesma residência, exceto o dinheiro do Bolsa Família.Fonte/g1.com

sábado, 4 de abril de 2020

PM-BA e moradores de Tucano distribuem cestas básicas para 200 famílias carentes

PM-BA e moradores de Tucano distribuem cestas básicas para 200 famílias carentesEm meio a pandemia do novo coronavírus e dificuldades para a obtenção de recursos essenciais, duzentas famílias carentes do município de Tucano receberam ao todo R$ 20 mil em cestas básicas. Segundo o portal da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), a ação de “força-tarefa” foi uma iniciativa da PM-BA em parceria com moradores da cidade. 

As entregas dos alimentos foram realizadas, nesta sexta-feira (3), pelos policiais militares da 2ª Companhia do 5º Batalhão da Polícia Militar (BPM/Euclides da Cunha). Todos os produtos arrecadados partiram de uma campanha organizada nas redes sociais. 

Sensibilizado e emocionado ao fazer a entrega das cestas, o capitão Duarte Gomes da Silveira percorreu com sua equipe cerca de 200 quilômetros. 

“A nossa ideia é apoiar os que mais precisavam. Divulgamos a composição de uma cesta básica juntamente com dois números de Whatsapp. Um para aqueles que gostariam de doar e outro para as famílias que precisavam receber os donativos. Foi assim que conseguimos filtrar e entregar os kits”, explicou Silveira. Fonte/Bahia Noticia.

Casal indiano nomeia filhos recém-nascidos de Corona e Covid

Casal indiano nomeia filhos recém-nascidos de Corona e CovidUm casal indiano nomeou seus gêmeos recém-nascidos de Corona e Covid. Segundo o portal de notícias Al Jazeera, do Catar, os pais escolheram esses nomes para lembrá-los dos tempos difíceis pelos quais o mundo passou.

Os gêmeos, um menino e uma menina, nasceram em um hospital do governo na capital Raipur, do estado de Chhattisgarh, em 27 de março -dois dias depois que a quarentena entrou em vigor.

"O parto aconteceu depois de enfrentarmos várias dificuldades e, portanto, meu marido e eu queríamos tornar o dia memorável", disse Preeti Verma, mãe de gêmeos, à agência de notícias Press Trust da Índia.

Ela acrescenta que não teve ajuda da família no momento do nascimento, uma vez que seus familiares não puderam viajar para Raipur.

"Além disso, esses nomes são bonitos por si só, com Corona sendo 'coroa' em Latim", acrescentou Vinay Verma, o pai. "Queremos que o medo associado a esses nomes termine e que o público se concentre em saneamento e higiene".

O casal afirma que houve pressão da família por conta da escolha dos nomes, e que eles poderiam mudar sua decisão mais tarde, renomeando seus filhos.Fonte/Bahianoticia.

sexta-feira, 3 de abril de 2020

Prefeitura de Inhambupe decide manter comércio fechado por prevenção ao Covid-19

Três dias após a Prefeitura de Inhambupe libera reabertura do comércio, um novo decreto publicado nesta sexta-feira (3), mantém suspenso o funcionamento de estabelecimentos comerciais de venda de bens e de prestação de serviços não essenciais.

 

Entenda

No dia 23 de março, pelo decreto nº 55/2020 [ ver aqui ], a Prefeitura determinou o fechamento temporário de todo comércio da cidade,  com algumas exceções, a suspensão total da Feira Livre e do Transporte Rodoviário Intermunicipal Alternativo, entre outras medidas para o combate ao coronavírus.

 

Uma semana após, o Executivo decidiu liberar de forma geral a volta do funcionamento em horário normal do comércio. A autorização não inclui academias, bares, restaurantes e lanchonetes [ ver aqui ].



 


Com o novo decreto - 03 de abrilConsiderando a recomendação nº 151/2020, de 02 de Abril de 2020, encaminhada pelo NÚCLEO REGIONAL DE SAÚDE – NRS NORDESTE da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia; Considerando o recebimento do ofício nº 30/2020, de 02 de Abril de 2020, da PROMOTORIA DE JUSTIÇA DE INHAMBUPE que recomenda a manutenção das regras de isolamento social; Considerando a declaração de situação de Estado de Calamidade Pública, de acordo ao Decreto nº 66 01/04/2020, para atendimento especial ao combate à pandemia CORONAVÍRUS – COVID – 19, a fim de resguardar o bem estar da população, a prefeitura de Inhambupe decidi:

 

Art. 1º - O artigo 1º do decreto nº 64 de 31 /03/2020 passa a vigorar com a seguinte redação:


Permanece suspenso o funcionamento de estabelecimentos comerciais de venda de bens e de prestação de serviços não essenciais, contidas nas determinações do Ministério da Saúde, SESAB e Secretaria Municipal de Saúde, à exceção de supermercados, mercados, mercearias, padarias, açougues, farmácias, lojas de insumos médicos e hospitalares, serviços e comércio relativos à saúde animal, postos de combustíveis, oficinas mecânicas, clínicas médicas, laboratórios de análises clinicas, agências bancárias, casa lotérica e correios.


Parágrafo único: As Distribuidoras de gás e água, restaurantes e lanchonetes poderão continuar operando em regime de “delivery”.




Quanto a Feira Livre, permanecem as disposições previstas no Art. 2º do decreto nº 64/2020 [ ver aqui ], exceto quanto a comercialização de alimentos, visto que só será permitida a venda de gêneros oriundos da agricultura familiar local, ficando proibido temporariamente a participação de feirantes oriundos de outros municípios.Fonte/Ronaldoleite.Fotos jc digital.








quarta-feira, 1 de abril de 2020

Agência do Bradesco suspende atendimento após funcionário apresentar sintomas do coronavírus

[Agência do Bradesco suspende atendimento após funcionário apresentar sintomas do coronavírus] A agência do banco Bradesco, situada na Avenida Senhor dos Passos, em Feira de Santana, foi fechada nesta quarta-feira (1º), após um funcionário apresentar suspeita de coronavírus.
Segundo informações do site Acorda Cidade, alguns funcionários foram afastados, em quarentena, e a agência passou por uma desinfecção.
“Nossa reivindicação é que todos os funcionários dessa agência estejam em quarentena. O banco está fazendo uma conta sobre o contágio para saber quem teve contato com a pessoa que está suspeita, mas a gente não concorda. O ideal seria a quarentena para todo o quadro daquela agência”, disse a diretora do Sindicato dos Bancários de Feira de Santana, Sandra Freitas, em entrevista ao site.
“Qualquer caso suspeito, [os gestores] precisam fazer os procedimentos que são recomendados, que é desinfetar as agências e colocar o quadro de empregados todo de quarentena. É um apelo que nós fazemos. A categoria bancária está apavorada e pedindo socorro”, concluiu.Fonte/Bocaonews.

Boletim da Sesab confirma 246 casos de Covid-19 na Bahia

A Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) divulgou seu boletim diário do Covid-19 no fim da tarde deste domingo (29). Já são 246 casos confirmados no estado, 1763 casos descartados e duas mortes. Ao todo, 34 pessoas estão curadas e 33 encontram-se internadas. Este número contabiliza todos os registros de janeiro até as 17 horas desta quarta-feira
Estes números representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais. Dentre os casos confirmados, 52,03% são do sexo masculino e 47,97% do sexo feminino. O coeficiente de incidência por 100.000 habitantes foi maior na faixa de 70 a 79 anos (3,44), indicando o maior risco de adoecer entre os idosos. Diferente do que foi divulgado no boletim anterior, o município de Catu não possui casos confirmados de Covid-19

Coronavírus: Prefeitura declara estado de calamidade pública em Alagoinhas

Bahia Notícias / Municípios / Notícia / Mais da metade da ...A Prefeitura de Alagoinhas publicou, nesta quarta-feira (1), o decreto 5.253, que declara estado de calamidade pública no município para enfrentamento da pandemia decorrente do novo coronavírus (Covid-19). A medida visa adequar à designação já estabelecida pelos governos estadual e federal.
De acordo com o documento, a decisão leva em consideração os impactos gerados na economia em razão das medidas de enfrentamento adotado por todo o Brasil com forte impacto negativo nas receitas federais, estaduais e municipais, especialmente no Município de Alagoinhas.
Com a decretação de estado de calamidade pública, o município pode adotar uma série de medidas para auxiliar o contribuinte que, neste período, precise ficar afastado de suas atividades.
O município já se encontrava em estado de emergência desde a publicação do Decreto nº 5.243, no dia 19 de março, e a nova determinação não altera os outros decretos já em vigor, que estabelecem ações para o controle da doença na cidade.
O decreto de Calamidade Pública será encaminhado à Assembleia Legislativa da Bahia para reconhecimento do estado de calamidade pública para fins do disposto no artigo 65 da Lei de Responsabilidade Fiscal.Fonte/falaalagoinhasnews.com.br

Rui repete ACM Neto e diz que bancos precisam 'coçar o bolso' nesta crise

Rui repete ACM Neto e diz que bancos precisam 'coçar o bolso' nesta crise
O governador Rui Costa (PT) repetiu o prefeito ACM Neto (DEM) e também engrossou o tom contra os bancos.


De acordo com ele, as instituições bancárias precisam investir na segurança dos funcionários e dos clientes, comprando álcool em gel e máscaras para todos, durante a crise provocada pelo avanço do coronavírus em todo o país.

“Os bancos têm que coçar o bolso nesse momento, têm que ser solidários. Podem e devem comprar máscaras para todos os seus funcionários, podem e devem disponibilizar máscaras higienizadas pra todo mundo que precise entrar no banco, podem e devem colocar álcool em gel pras pessoas passarem na mão, podem e devem comprar pistola pra medir a temperatura de todo mundo que vai entrar na agência”, sugeriu Rui durante o Papo Correria desta quarta-feira (1º).

O governador ainda pediu que as filas que se formam do lado de fora das agências sejam organizadas por um funcionário do próprio banco.

“Ao invés de terem as agências cheias, é melhor que os bancos contratem funcionários pra organizar a fila do lado de fora, garantindo um espaço, uma distancia de dois metros de uma pessoa pra outra”, falou.

Também nesta quarta, o prefeito ACM Neto prometeu um decreto para obrigar os bancos a se responsabilizar pelas filas fora das agências (veja aqui).Fonte/Bahianoticia.

quinta-feira, 26 de março de 2020

Auxílio aos informais: Maia diz que valor pode ser elevado de R$ 200 para R$ 500

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, disse nesta quinta-feira (26) que o valor do auxílio mensal a ser pago aos trabalhadores autônomos, informais e sem renda fixa durante a crise gerada pela pandemia do novo coronavírus pode ser elevado para R$ 500.
O valor consta de um projeto de lei que deve ser votado pela Câmara nesta quinta.Na semana passada, o governo propôs um plano de auxílio que previa o pagamento de R$ 200 para esses trabalhadores. Nesta quarta (25), o secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, disse que o valor poderia ser elevado para R$ 300.
"O que a gente tem entendido é que a proposta do governo é muito pequena diante do que a população brasileira precisa", afirmou Maia a jornalistas durante entrevista na Câmara.
"O que está se construindo é um valor da ordem de R$ 500, é o que o parlamento está trabalhando", acrescentou.
Segundo Maia, o impacto financeiro do pagamento dos R$ 500 durante três meses será da ordem de R$ 10 bilhões a R$ 12 bilhões.
"A nossa opinião é que esse valor vai gerar um impacto a mais de R$ 10 bilhões, R$ 12 bilhões. Mas em relação ao que o Brasil precisa investir, garantir à sociedade brasileira, é muito pouco", disse.Fonte/Correio24horas.
00:00
/
00:00
00:00
Next Video
×
Next Video
Cancel
Autoplay is paused